carregando
Carregando...
Caso a página demore muito para carregar,
aperte o botão "atualizar" do seu navegador ou a tecla "F5".

  • Receba informações e promoções de nosso site.


Notícias

Final dos Tempos

Meninas foram drogadas e estupradas por 6 homens no CPA, em Cuiabá

22/08/2012 às 12:13h

As duas adolescentes encontradas caídas na calçada, em frente a uma escola pública no bairro CPA 4, podem ter sido obrigadas a participar de uma orgia sexual. Os criminosos deram bebidas e drogas para as vítimas em uma casa, onde mais de seis homens participaram dos abusos.

O crime ocorreu na última sexta-feira à tarde após elas serem aliciadas por uma terceira garota, que as levou até uma casa com muros altos. Elas foram pegas no bairro CPA 4, em Cuiabá.

Embriagadas e obrigadas a fazer uso de drogas, uma das meninas, informou que seis homens a estupraram na casa. Horas depois, as garotas foram colocadas num táxi e deixadas na calçada próxima da unidade educacional. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica) da Capital.

Conforme os policiais, a menina se lembra da casa onde ocorreu o crime e vai mostrá-la, pois existe a suspeita que mais adolescentes tenham sido vítimas dos agressores.

Nos próximos dias, a adolescente deverá levar os policiais até a casa, pois ela estava lúcida quando foi levada ao imóvel. Ela adiantou que é uma residência é fechada não chama a atenção dos vizinhos.

Em conversa com policiais, uma das adolescentes relatou que ela e a colega – que não estuda na mesma escola – foram colocadas num automóvel e depois jogadas na calçada.

Estudantes que saíam do turno vespertino viram as duas sendo jogadas de um automóvel que saiu em alta velocidade. Conforme o boletim de ocorrência, a diretora da escola foi avisada pelos estudantes, que reconheceram as duas meninas. Ambas estavam inconscientes. A mãe da menina de 13 anos foi chamada e a vizinha que cuida da outra adolescente também.

Elas foram levadas por um taxi até a Policlínica do Planalto para serem medicadas. “Um dos alunos nos disseram que as meninas estavam desmaiadas”, explicou um policial. A diretora não informou em qual turno as adolescentes estudam.

O delegado plantonista no Plantão Metropolitano da Capital solicitou exame de conjunção carnal e de corpo delito para confirmar se elas foram abusadas sexualmente ou mesmo espancadas.

Fonte: O documento

Comentários

Você precisa logar no site para poder enviar comentários. Clique aqui caso ainda não possua um cadastro em nosso site.

     

    1