carregando
Carregando...
Caso a página demore muito para carregar,
aperte o botão "atualizar" do seu navegador ou a tecla "F5".

  • Receba informações e promoções de nosso site.


Notícias

Internacional

Estado Islâmico destrói relíquias históricas assírias consideradas como apostasia pelos radicais

por Redação Graça Jovem/MT
09/03/2015 às 12:30h
Irrecuperável é como o governo iraquiano avaliou o prejuízo do final de semana.

Por considerarem as representações e relíquias históricas assírias como apostasia, os Radicais do Estado Islâmico destruíram mais um sítio arqueológico assírio no domingo(8). Conforme cobertura jornalística internacional, foi a terceira área arruinada em apenas quatro dias.

Segundo a reportagem do jornal Estadão com informações do Ministério do Turismo do Iraque, os militantes do grupo usaram escavadeiras para atacar Dur Sharrukin, o último sítio destruído. O local estava situado a 15 quilômetros da capital de Nínive e foi a capital da Assíria entre 717 e 715 antes de Cristo. Também informou a destruição de outros edifícios e templos, como o palácio dos reis assírios Senaquerib e Sargon, devastados pelas escavadeiras do Estado Islâmico (EI).

A Agência das Nações Unidas para Cultura e Patrimônio (Unesco) condenou a ação e sua diretoria considerou que ataques marcam um momento decisivo da lamentável estratégia de limpeza cultural no Iraque.
 

Com informações Estadão.

Comentários

Você precisa logar no site para poder enviar comentários. Clique aqui caso ainda não possua um cadastro em nosso site.

     

    1