carregando
Carregando...
Caso a página demore muito para carregar,
aperte o botão "atualizar" do seu navegador ou a tecla "F5".

  • Receba informações e promoções de nosso site.


Notícias

Internacional

Homem é resgatado com vida dois dias após terremoto no Nepal

27/04/2015 às 09:59h
Equipe de resgate da Turquia retirou homem de escombros em Katmandu. Forte tremor deixou mais de 3,7 mil mortos.

Uma equipe de resgate da Turquia retirou um homem vivo nesta segunda-feira (27) dos escombros de um prédio destruído após o terremoto do último sábado (24) em Katmandu, no Nepal.

O homem estava sob os escombros desde sábado. O resgate ocorreu na área de Sitapayala, depois que os socorristas ouviram gritos. A condição de saúde da vítima não foi divulgada, mas ele parecia estar consciente quando foi retirado.

A equipe da Turquia chegou à capital nepalesa no domingo.

Mais de 3,7 mil pessoas morreram após o terremoto. Mais de mil vítimas morreram em Katmandu.

Medo
Milhares de nepaleses começaram a deixar a capital Katmandu nesta segunda, com o medo espalhado pela cidade após dois dias de tremores secundários e mediante a escassez de água e comida.

Um funcionário do Ministério do Interior disse que as autoridades não têm conseguido fazer contato com algumas das áreas mais afetadas no país montanhoso, e que o número total de mortos pode chegar a 5.000.

As estradas de saída de Katmandu ficaram lotadas de pessoas, algumas carregando bebês no colo. Muitas tentavam subir em ônibus ou conseguir caronas em carros e caminhões para as planícies.

Dezenas de milhares de habitantes passaram outra noite ao relento, em barracas. O solo ainda treme em alguns momentos e muitas pessoas não conseguiram dormir, ao mesmo tempo que buscavam proteção da forte chuva.

"Há muito medo e confusão", disse Bijai Sreshth enquanto tentava ouvir no rádio alguma mensagem do governo.

Feridos em terremoto são retirados por helicópteros indianos nesta segunda-feira (27) em Katmandu (Foto: Altaf Qadri/AP)

"Não sabemos o que vai acontecer com a gente, nem o tempo que vamos passar aqui", lamenta o pai de família, que se refugiou com os três filhos, a esposa e a mãe em um parque.

O porta-voz do ministério nepalês do Interior, Laxmi Prasad Dhakal, alertou que o país precisa de helicópteros para as operações de emergência nas zonas rurais, assim como de água potável e mantimentos para os sobreviventes.

As autoridades do Nepal afirmaram que fazem o possível para ajudar as regiões isoladas mais próximas ao epicentro do terremoto, situado 80 quilômetros ao noroeste de Katmandu.

Os socorristas nepaleses recebem o reforço de centenas de ativistas humanitários procedentes de países como China, Índia ou Estados Unidos.

Quase 70 americanos viajarão ao Nepal e o governo de Washington anunciou a liberação de um milhão de dólares para ajudar o país.

Os hospitais estão lotados e os médicos trabalham sem descanso em condições muito precárias. Os necrotérios estão saturados. 

Fonte: G1

Comentários

Você precisa logar no site para poder enviar comentários. Clique aqui caso ainda não possua um cadastro em nosso site.

     

    1