carregando
Carregando...
Caso a página demore muito para carregar,
aperte o botão "atualizar" do seu navegador ou a tecla "F5".

  • Receba informações e promoções de nosso site.


Notícias

G. Juventude

Sexta Máxima no estacionamento atrai pessoas de todas as idades

por da Redação Graça Jovem
03/10/2015 às 16:16h

“São alguns dos jovens que estavam aí, no meio de vocês. Ouviram, cresceram e estão sendo usados por Deus”, disse o Pastor Cleber sobre os líderes, depois que alguns deles deram a Palavra aos que prestigiaram a última Sexta Máxima, 2 de outubro. Com presença de pessoas solteiras, casadas, crianças e a participação da banda Além dos Limites, o evento no estacionamento já aconteceu outras vezes com o objetivo de arrecadar verba para a realização do Retiro 2016, mas também é uma forma de alcançar almas.

O obreiro Evaldo(50) aprova a movimentação do Graça Jovem fora dos cultos e foi até o estacionamento da igreja comer pastel em uma das barracas. “Dar uma prestigiada, né!? É muito bom essa gastronomia que o jovem oferece”, disse ele, que também tem um de seus filhos no grupo. Como pai, o obreiro considera que o convívio com os demais jovens na igreja é muito importante, pois “hoje o mundo lá fora oferece coisas deliciosas ‘em termos, né?’, deliciosas que o mundo define”, mas que  “deliciosa mesmo é a Palavra de Deus, que você come e se alimenta”. Como servo, ele garante que a fé traz o conforto de nem cogitar a perdição do rapaz depois de que o colocou no altar de Deus para servir ao Senhor e andar em amor. Quanto àqueles pais que se opõem ao envolvimento dos filhos com as atividades da igreja, acredita que falta um verdadeiro encontro com o Pai, afinal, “desde o momento em que o filho tá aqui, no meio de um grupo que é direcionado por Deus e ele não tem esse conforto, é falta de Deus no coração”. E sugere que “venha a buscar e tentar examinar o evangelho e o que o Senhor Jesus é aqui pra nós que servimos à Ele”.

Crislaine de Oliveira(17) participou do evento pela primeira vez e afirma que se sentiu bem acolhida. Achou a reunião diferente e a comida “muito boa!”. Admirou a organização e garantiu que não pensaria duas vezes antes de convidar seus amigos pra vir, tanto que no sábado seguinte(3 de agosto) ia voltar. Por esse tipo de reação é que o Graça Jovem luta pra realizar eventos além dos cultos. “A gente faz com amor, com carinho, pra pessoa gostar e sempre voltar”, diz a jovem senhora Geovana Rodrigues(38), que sempre faz a torta de frango vendida na barraca de sua tribo, Naphtali. Vitória Souza(20), da Tribo de Zebulom concorda que ali, enquanto a pessoa compra um simples espetinho “Deus trabalha no ver, no ouvir, no sentir”. Durante essa comunhão ela não vai só comer, mas também pode conversar com alguém sobre algo de que esteja precisando, observa.

Clique aqui para ver as fotos.

Comentários

Você precisa logar no site para poder enviar comentários. Clique aqui caso ainda não possua um cadastro em nosso site.

     

    1