carregando
Carregando...
Caso a página demore muito para carregar,
aperte o botão "atualizar" do seu navegador ou a tecla "F5".

  • Receba informações e promoções de nosso site.


Notícias

Mídia

Nissan Pôneis Malditos

08/08/2011 às 10:15h

A campanha da Nissan “Pôneis Malditos”, lançada a menos de uma semana, apontada pela montadora como uma das mais satisfatórias, já contabilizou cerca de 30 denúncias vindas de diferentes partes do Brasil.

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) fará a investigação da campanha que faz a associação de figuras infantis - no caso, os pôneis em desenho animado - com a palavra "malditos".

O vídeo foi criado pela Lew’Lara/TBWA, agência de publicidade da Nissan, o filme faz uma sátira à potência dos motores rivais da montadora, comparando-os aos animaizinhos. No final, o comercial apresenta uma maldição:

"é o seguinte, se você não passar esse vídeo agora para 10 pessoas, você vai sofrer a maldição do pônei: você vai ficar o resto da vida com essa música na cabeça".

Desde que iniciou sua estratégia de marketing que visa atacar os concorrentes e usar o sarcasmo e o bom-humor em seu favor, a montadora diz ter tido um aumento significativo no fluxo de suas concessionárias.

Carlos Murilo Moreno, diretor de marketing da Nissan no Brasil diz não ter havido tempo para contabilizar quanto pode ser sentido no aumento das vendas, mas a própria montadora divulgou com exclusividade a EXAME.com um levantamento sobre a popularidade de sua campanha “Pôneis Malditos”.

De acordo com a montadora, até a tarde de ontem, a campanha já havia sido comentada em mais de 640 blogs, além de ter sido assunto em dezenas de sites e mais de 80 fóruns. No Youtube, só o vídeo oficial já passou de seis milhões de visualizações até então.

Na tarde desta quinta-feira o órgão abriu processo para investigação e o próximo passo seria a nomeação de um relator que estudará as denúncias. Caso uma medida liminar seja concedida, o comercial deverá sair do ar até que o processo seja julgado. O julgamento levaria cerca de 30 dias, segundo o Conar.

Comentários

Você precisa logar no site para poder enviar comentários. Clique aqui caso ainda não possua um cadastro em nosso site.

     

    1