carregando
Carregando...
Caso a página demore muito para carregar,
aperte o botão "atualizar" do seu navegador ou a tecla "F5".

  • Receba informações e promoções de nosso site.


Notícias

Internacional

Cristãos representam quase a metade dos emigrantes do mundo

10/03/2012 às 03:01h
Tanto na União Europeia quanto nos Estados Unidos quase metade dos emigrantes são cristãos

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Fórum Pew para Religião e Vida Pública os cristãos representam quase metade dos emigrantes do mundo. A pesquisa mostra que das 214 milhões de pessoas que vivem fora do seu país, cerca de 106 milhões são cristãs.

 

O estudo foi divulgado nesta quinta-feira (8) e mostra que os cristãos superam amplamente os muçulmanos nesse aspecto, pois enquanto 49% dos emigrantes são cristãos, apenas 27% (cerca de 60 milhões) são mulçumanos.

 

A pesquisa também revela que apenas 3,6 milhões de judeus saíram dos seus países natais, mas apesar de ser um grupo pequeno, comparado aos outros, esses emigrantes representam 25% da população judaica mundial o que torna esse a maior proporção entre todos os credos.

 

Segundo Jonathan Sarna, professor de História do Judaísmo na Universidade de Brandeis, a grande maioria dos judeus do mundo vive em dois países. Dos 13,3 milhões de judeus do mundo, 43% vivem em Israel e 39% vivem nos Estados Unidos.

 

Um grande impulsionador da migração judaica foi o estabelecimento de Israel em 1948 e continuou a migração para esse país. O professor Sarna também observou o êxodo de centenas de milhares de judeus da antiga União Soviética para lugares como Israel, EUA e outros países do leste europeu.

 

Para a pesquisa conta como emigrantes todas as pessoas que em 2010 estavam vivendo a há mais de um ano fora de seus países. Nessas cifras contam também os imigrantes ilegais e refugiados permanentes, como os palestinos e seus descendentes.

 

“Talvez contrariamente à percepção popular…, os imigrantes cristãos superam os imigrantes muçulmanos na União Europeia como um todo”, disse o relatório, referindo-se indiretamente a partidos ultradireitistas que se queixam de uma “invasão” muçulmana. Enquanto os debates falam sobre o aumento do número de islâmicos chegando à Europa, o estudo do Fórum Pew mostra o contrário.

 

Dentro da União Europeia o número de emigrantes cristãos também é alto. São 47 milhões de migrantes, destes 26 milhões se declaram cristãos e 13 milhões muçulmanos.

 

O estudo mostra também que a maioria dos cristãos escolhe os Estados Unidos como destino, sendo que 74% dos emigrantes naquele país (total de 43 milhões de estrangeiros) são cristãos, a maioria vinda da América Latina.

 

Já o país que mais atrai os muçulmanos é a Arábia Saudita, escolha dada pela quantidade de trabalhos braçais que emprega pessoas vindas de outros países como Filipinas e Índia.

 

Fonte: Gospel Prime

Comentários

Você precisa logar no site para poder enviar comentários. Clique aqui caso ainda não possua um cadastro em nosso site.

     

    1